twenty one pilots fala sobre Dema, Trench e cor amarela

twenty one pilots explica o conceito de Dema, a importância da cor amarela e músicas do álbum Trench

por Kaline Linhares
tradução de Fabi Beretta

No dia seguinte ao show A Complete Diversion, twenty one pilots passou o tempo dando várias entrevistas. Em entrevista para Rob Forbes, apresentador da rádio sul-africana 5FM, Tyler e Josh entraram em detalhes sobre o conceito do novo álbum, Trench, o significado da cor amarela e, bem, deram um jeitinho de não responder quem é Clancy…

Como a entrevista foi gravada apenas em áudio, transcrevemos e traduzimos o conteúdo. Não iremos legendar. Você pode ouvir a entrevista aqui. Confira a tradução abaixo.


Entrevistador – Rob Forbes: Se vocês não se importarem, deixarei meu celular gravando, e eu só gravarei as perguntas. Foi a primeira vez que os vi noite passada. Um show e tanto. Muito obrigada por fazerem esse especial. Como é estar de volta ao palco depois de um ano longe?

Tyler Joseph: Foi mais cansativo do que eu me lembrava. Fisicamente. Nos meus glúteos.
Josh Dun: Eu também acho que o cansaço é adicionado quando se tem muita ansiedade por trás disso e nós dois antes do show estávamos tipo “Oh, cara…” Há um nervosismo, e eu acho que isso acontece por não estar fazendo isso por algum tempo, mas também acho que nós lutamos pela grandeza e temos muitas expectativas sobre nós mesmos e o outro, e é muito desgastante.

E: Eu sei que os fãs com quem eu estava conversando ontem à noite depois do show estão super animados. E eu perguntei se alguém teria comprado ingressos para mais de um dia e uma fã disse que comprou para dois shows quando vocês voltarem para Londres e iria comprar para o terceiro também. Ela estava super animada para vê-los. Muitas excitações! Os vídeos obviamente foram lançados, e vocês juntaram o tema e as músicas, e a história se move de Blurryface para Clancy e todas as partes dessa nova era. Seguindo esse processo, seria Clancy um oposto de Blurryface, um lado mais positivo e feliz dessa história? O novo personagem e a nova direção?

T: Hum… [Silêncio constrangedor e depois risada nervosa] Entrevista número um… Eu não sei… Como você sabe sobre Clancy?

E: Bem, nós ouvimos o álbum. Nós ganhamos uma cópia, então…

T: Ótimo, mas Clancy não está nas músicas.

E: Está online, eu li sobre ele.

T: Leu sobre Clancy? Sim? Quero dizer… Clancy é… eu ouvi falar sobre ele. Nós viemos do mesmo lugar.

E: Entendi, entendi. Ok. A história de Dema é a essência dos clipes seguintes, a fuga deles e tudo mais. Os clipes vieram todos em um curto espaço de tempo e meio desarticulados. Os fãs tentam entender qual é e como colocá-los em ordem, o que os conecta ao passado, o que os conecta ao futuro. Tem mais disso vindo? Era uma trilogia? Pode nos dizer se tem mais disso no futuro?

T: Acho que do jeito que deixamos com certeza foi intencionalmente em aberto para que possamos continuar adicionando à narrativa. Com certeza isso é uma sequência pro álbum todo. Quero dizer, tem muitas ideias na minha cabeça. Eu acho mesmo interessante que algumas pessoas meio que criaram suas próprias versões de linha do tempo. E nunca foi intencional confundir as pessoas sobre o que viria primeiro e tudo. Mas, ao mesmo tempo, acho que quando você conta uma história que tem muitas partes cíclicas, coisas que continuam a acontecer, de novo e de novo, nesse ponto você pode se perguntar “Onde isso começou?”. Então, uma vez que os fãs entenderam isso e começaram a digeri-lo, trouxe até mais vida, sabe? Ver a história ganhar vida. Eu estou ansioso para retornar a isso em algum ponto.

E: Teve algum significado específico para a mudança de cores do Blurryface em vermelho para um amarelo. Você colocou um código de cor específico no site para que as pessoas que entrassem vissem. Eu vi tantas pessoas vestidas com as fitas na cor certa na noite passada, já nesse show especial. Tem algum significado específico por trás da mudança de vermelho para amarelo?

T: Sim. Amarelo foi uma cor muito importante para esse álbum. Na narrativa, quando se está no mundo de Trench, é muito selvagem, muito verde, muito marrom, e muitos desses tons você iria querer usar para evitar ser capturado, entende? Só para passar despercebido. Mas, ao mesmo tempo, você quer ser capaz de se comunicar com aqueles que você quer que saibam que você está presente. Seus camaradas, as pessoas que estão lá com você. E essa cor amarela, os tons de amarelo, é como acontece essa comunicação em Trench, porque os bispos que estão atrás de você nesse ponto não são capazes de enxergar a cor amarela, então é assim que o amarelo entra na história.

E: Para os meus espectadores na África do Sul que talvez não sejam parte do clique e não estejam por dentro disso, você poderia dar uma breve explicação sobre Nico, quem é e o que ele representa?

T: Nico é a continuação de uma história do álbum anterior. O álbum anterior foi sobre um cara chamado Blurryface. E eu percebi que quanto mais você aprende sobre as coisas que te deixam inseguro, como você pode compensá-las, por que as têm, se elas são reais, quanto mais você aprende sobre essas inseguranças, mais poder você tem sobre elas para poder derrotá-las. E Nico é uma representação direta disso. A transição de Blurryface para Nico, sou eu aprendendo mais sobre ele, de onde ele é, qual seu nome e como ele me controla.

E: Obrigado, isso ajudará a contextualizar tudo.

T: É um pouco confuso, honestamente. Minha avó me ligou e perguntou: “O que é um Nico?” Então eu entendo. Ao mesmo tempo, a história realmente foi pensada para os fãs que quiseram mergulhar nisso desde o começo, aceitaram tudo isso e continuaram conosco durante uma longa pausa e tudo. E eu queria criar algo que valesse a pena. Nós não só fizemos uma pausa por mais de um ano. Nós estávamos trabalhando.

E: O último verso em “Neon Gravestones”, mesmo de fora do contexto do álbum, pareceu quase que um verso político. Como se você tivesse muito o que dizer, não só sobre você e o álbum, mas pareceu que você poderia estar dizendo sobre a situação ao redor do mundo no momento. Foi uma curva proposital nessa direção?

T: Cara… Você está demais! Eu acho que essa música, do álbum todo, em particular, é muito importante pra mim, e eu diria, nesse momento, é mais importante pra mim do que política. Então, para alguém tomar um rumo político, como você disse, em uma música que eu escrevi, não é realmente a minha intenção, mas definitivamente fica em aberto para pessoas interpretarem assim. Eu definitivamente não tinha a intenção de criar esse rumo político.

E: Justo. Última pergunta: Se você tivesse uma chita de estimação, você realmente a chamaria de Jason Statham?

T: Com certeza! Você gostou?

E: Eu gostei muito! Eu escutei [a música “Pet Cheetah”] enquanto tomava café da manhã no meu quarto de hotel.

T: Isso foi um verso que um rapper escreveu muito tempo atrás e Josh sempre quis que eu o colocasse em uma música e eu sempre disse “Isso nunca caberia em uma música!”. Era só brincadeira. E um dia eu o chamei e disse “Ei, eu descobri como colocá-lo na música” e ele surtou. Então estamos animados com isso.

E: Isso é tudo o que eu preciso, meninos. Posso pedir para uma identificação para minha estação de rádio?

T: Com certeza.

E: 5FM, na África do Sul. É só “twenty one pilots” e depois termina com 5FM.

J: Legal.

E: Legal.

T: Oi, aqui é o Tyler.
J: Aqui é o Josh.
T: E nós somos o twenty one pilots, você está ouvindo a 5FM.

E: Perfeito. Senhores, muito obrigado, eu agradeço por tudo.

J: Obrigado.

E: Boa sorte com o resto da turnê.

T: Obrigado por vir nos ver.
J: Obrigado.

E: Uma última pergunta que todo mundo quer saber: vocês têm planos de irem para a África do Sul?

T: Nós adoraríamos. Um dos caras que acabamos de contratar para a equipe é sul-africano e nós conversamos sobre isso. Nós queríamos ir sim. Eu sei que teve um momento quando quase conseguimos ir, mas acabou não funcionando. Mas nós sempre quisemos ir.

E: Dedos cruzados. Boa sorte com seu álbum quando for lançado. Obrigado, tenham um bom dia.


Alguém mais ficou ansioso para ouvir “Neon Gravestones”? Trench está em pré-venda e será lançado no dia 5 de outubro.


Acompanhe a MKBR para mais novidades!

• Facebook
• Twitter
• Instagram
• Canal no YouTube 
• Galeria de fotos
• Grupo de fãs no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *